Inicial

A ação da inteligência

Ora, o que é isto que despertará o indivíduo de suas acumulações egoístas e da satisfação própria? O processo contínuo de despertar a mente de sua própria limitação é verdadeira experiência. Quando há esta ação de experiência numa mente limitada, o despertar é chamado sofrimento. Para a maioria de nós, o desejo de se prender em certezas, seguranças, a hábitos de pensamento, tradições, é tão grande que qualquer coisa que surja para nos abalar nessa rotina de segurança, a partir desses valores estabelecidos, criando assim insegurança, chamamos de sofrimento. Quando há sofrimento, há um intenso desejo de escapar dele, e, assim, a mente cria mais valores ilusórios que são satisfatórios e consolam. Estes valores são estabelecidos através de reação defensiva contra a inteligência. O que chamamos valores, moralidades, são realmente reações de autodefesa contra o movimento da vida. A mente se tornou inconscientemente escrava destes valores. Temos ideais, valores, tradições, sob as quais buscamos constantemente abrigo quando há sofrimento e conflito. Inteligência, que é a percepção do falso e que é despertada pelo sofrimento, é novamente adormecida ao estabelecermos outro conjunto de valores que nos darão conforto ilusório. Assim, saímos de uma ilusão para outra. Haverá constante conflito e sofrimento até a mente estar livre de todas as ilusões, até haver inteligência criativa.

06/07/1935

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: