Inicial

Percepção profunda

 

 

Portanto, penso que devemos investigar, não para encontrar a solução dos nossos problemas imediatos, mas para descobrir se a mente – a parte consciente e a parte profunda, inconsciente, na qual se armazenam todas as tradições, memórias, herança do conhecimento da raça – se tudo isso pode ser descartado. Acho que isso só pode ser feito se a mente for capaz de ficar cônscia sem nenhum senso de exigência, sem pressão alguma – somente ficar cônscia. Acho que isso é uma das coisas mais difíceis – ficar cônscio desse modo – porque ficamos presos no problema imediato e na sua solução imediata, e, assim, nossa vida fica muito superficial. Embora possamos ir a todos os analistas, ler todos os livros, adquirir muito conhecimento, frequentar igrejas, orar, meditar, praticar várias disciplinas, nossa vida é obviamente muito superficial porque não sabemos como penetrar profundamente. Acho que a compreensão, o modo de penetração, como ir muito, muito profundamente, reside na percepção – apenas ficarmos cônscios dos nossos pensamentos e sentimentos, sem condenação, sem comparação, apenas observar. Você verá, se experimentar, o quão extraordinariamente difícil é fazer isso, porque toda a nossa educação se deu no sentido de condenar, de aprovar, de comparar.

17 de junho de 1955

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: